Por alguém que não te faça se sentir diminuída, iludida ou esquecida.

  • Categorias: Comportamento, Relacionamentos, Textos
  • 21 set

    foto-renata-castilho

    Clique: Sabrina Brun

    Desde que embarquei nesta jornada chamada: amor próprio, e aprender a me valorizar como humana e mulher, comecei a perceber as dificuldades que se encontram pelo caminho. Uma dessas é dizer não a tudo que não for um “com certeza!“. Deixe-me explicar, há muita gente dividida na vida, com incertezas e dúvidas. Que te deixam na isca para não perder algo “certo” e na mesma hora se algo “melhor” aparecer, somem. E, tenho dito, em questão de relacionamento, ninguém deve se sentir como a dúvida de alguém.

    Veja também: Vídeo| Ele é inconsistente

    Amor é algo tão maravilhoso, que deve sempre ter o lado bom prevalecendo o ruim. Então dizer adeus para quem está te segurando com promessas de boca pra fora ou que não te leva pra frente (caso você queira algo a mais), é necessário dar esse passo por você mesma. Se distanciar de quem não se esforça o suficiente por você.

    “Ai, renata, mas ele é super querido quando estamos juntos” ou “ele só fala algumas coisas maldosas, mas…”

    É nesse momento que você tem que saber o que você quer. Por isso que antes de um relacionamento é fundamental você já ter se auto descoberto. Quando você sabe o que tolera e aquilo que não aceita de maneira alguma, as coisas ficam mais claras. Nem sempre mais fáceis, tenho que admitir. Mas é aí que seu primeiro passo é dado.

    As incertezas virão, mas mesmo gostando muito da companhia de alguém, você sabe que isso já não basta. Ou basta. E, amigos, não tem nada melhor que saber decifrar seu coraçãozinho, saber que as carências gostam de mascarar supostos sentimentos e acima de tudo saber que você é merecedora de algo incrível e não algo mais ou menos.

    Autora do Pequena Pinup. 20 anos. Cursa Direito. Ama bloggar e falar bobagens por vídeo!

    12 Comentários em “Por alguém que não te faça se sentir diminuída, iludida ou esquecida.”

    1. Bianca Zoccoli 21 de setembro de 2015 at 19:10 #

      Concordo com vc Re!!! É muito bom sentir aquela leveza quando a gente passa pra frente aquilo que não nos faz completamente feliz.
      Nunca é tarde pra nos descobrimos. O importante é dar preferencia a nós mesmas e não deixar que a comodidade tome conta da situação.

      • Renata Castilho 9 de outubro de 2015 at 15:26 #

        Bem dito, bianca! Sempre se auto descobrindo. Beijão

    2. Camila Vitória 22 de setembro de 2015 at 02:08 #

      Adorei! E concordo que nós precisamos daquele tempo pra decidir o que nos queremos, bjs

      • Renata Castilho 9 de outubro de 2015 at 15:27 #

        Com certeza! :)

    3. Carol 22 de setembro de 2015 at 04:49 #

      Nossa, você tem as respostas certas para o que eu to precisando no momento, sério, mesmo sendo tão mais nova que eu… você cursa direito né, mas poderia também ser uma ótima psicóloga, haha… Adoro seus vídeos, você fala/escreve tão bem, traz uma paz, você é uma linda! <3
      Bj

      • Renata Castilho 9 de outubro de 2015 at 15:28 #

        Poxa, obrigadaaa Carol! Adoro psicologia, seria um hobby! Obrigada por comentar, super beijos!!

    4. Dani Tss 22 de setembro de 2015 at 15:54 #

      Ei Renata, adorei seu texto, me indentifiquei muito, pois, passo por isso neste momento da minha. Beijos adoro você!!

      • Renata Castilho 9 de outubro de 2015 at 15:29 #

        Eba, que bom que se identificou, todas passamos por isso! Beijão e se cuide :)

    5. Carolina 23 de setembro de 2015 at 10:09 #

      Concordo, suas palavras são gostosas de ler, assim como um livro, deveria pensar nisso. (Seria uma excelente escritora) *-*

      Beijos.

      • Renata Castilho 9 de outubro de 2015 at 15:30 #

        Ahhh, meu sonho! Obri <3

    6. Mafalda Marques 28 de outubro de 2015 at 17:33 #

      O teu post é literalmente verdade, pena que muita gente ainda tenho medo de viver sozinha, muita gente saiba que não fez nada de errado e se sinta má da fita, se sinta culpada de algo que não fez, o que seja, pena que não abra os olhos, tem forma? Beijinhos :)

      • Renata Castilho 8 de novembro de 2015 at 20:10 #

        Verdade, falta abrir os olhos, pois é a melhor coisa da vida! Quando você percebe que é louco de bom ser solteira e saber se divertir sozinha, é a melhor coisa. Beijão

    Deixe um comentário